Merece uma dose!

Merece uma dose! é como uma mesa de bar.

Status: Ausente!

Vida de universitário, fora de casa, é difícil – sem grana pra internet. É com isso que justifico minha ausência e encerro o assunto. Ponto!

Nos últimos três meses houve encontros e descobertas dentro, fora, em torno de mim. São bons os tempos, boas as sementes depositadas no solo da vida e essas hão de frutificar em abundância.

Longe (nem tanto assim) de casa, de velhos amigos, da rotina cansada de se refazer, podendo brincar com os horários e mudar a relação com o tempo, antes tão imediato e apressado, hoje tranquilo e cheio de possibilidades. É devido está nova relação com o tempo que me permito fazer coisas que o caos urbano não me permitia. A pressa de chegar em casa, a pressa de chegar sexta feira, a pressa de chegar a qualquer lugar, a pressa de se descobrir parte de algo, a pressa de estar dentro de alguém, tudo ficou calmo. Calmaria está desconhecida , portanto assustadora.

Esta mudança de território, de ares, de rotina me possibilitou também uma (re)descoberta de minhas origens. Conheci respostas para perguntas que baratinavam minha mente e até meu corpo, consegui formular novos questionamentos que aquela mesma pressa não me permitia ter.  Os sons dos tambores deixaram meu imaginário e tomaram conta das minhas mãos, do meu corpo. O sonho adormecido de voar para outros povos, outras terras, outros sabores, outros ritmos me povoam novamente. A certeza de ser capaz de realizar coisas maiores revive. É uma espécie de revolução silenciosa acontecendo fora do caos. Urbano.

Mudou também o sentido da palavra liberdade. Hoje tenho minha casa, minha e de mais quatro criaturas estranhas. Uma nova família com pessoas completamente diferentes, buscado coisas distintas dentro de um mesmo espaço. A liberdade de hoje tem cara de respeito, entendimento e tolerância. Uma liberdade sóbria, apaziguadora. Divertida!

Nesse tempo (ão) de ausência fiquei observando, meio que encantada, todo esse movimento, imaginando o que colocar aqui, o que dividir com vocês e não me veio outra coisa em mente senão uma síntese do que tem sido os meus dias fora daqui: Saudade!

 

Maíse Soares

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 12/05/2011 by in Conversas ao pé do balcão.

Navegação

%d bloggers like this: