Merece uma dose!

Merece uma dose! é como uma mesa de bar.

Mas amanhã o meu pequeno vai embora…

Amanhã o meu pequeno vai embora. Um oceano vai ficar entre eu, ele e nós.

Mas não posso ficar triste. Tenho mais é que celebrar a sua conquista já tão novo: mestrado em Paris com bolsa aos 23 anos é para poucos.

É, mas ele é de espécie rara mesma. Geniozinho indisciplinado e sempre pronto para conversas, cigarros e comidas.

Sei que a casa vai ficar vazia, o cheiro do cigarro vai fazer muita falta e a cozinha vai ficar quieta sem as suas delícias.

Ele, sim, é a alegria da casa. Eu, em ritmo de máquina indo e vindo e correndo, sempre poderia chegar a qualquer momento que ele estava lá, dando vida à casa.

Desde que começamos morar só a nossa vida sempre aconteceu a partir da cozinha. Sempre estavam lá: ele, Herta, Carol, a fumaça e a comida. Tudo partia daquele ventre.

Mas amanhã o meu pequeno vai embora…

Vai embora e levar muito da gente. Vai embora e deixar muito dele. (Mas não tem problema não, pois sempre estamos levando e deixando muito da gente e isso não dependente de espaço).

Vou sentir muita falta das suas histórias engraçadas, das suas trapalhadas, mazelas, pensamentos e risadas.

Vou sentir falta dele derrubando o pingüim da geladeira, dos tapetes embolados, das suas roupas no chão do banheiro e dos seus esquecimentos. (Pensador pensa tanto que esquece por alguns momentos que existe).

Vou sentir falta do barulho da máquina de escrever, dos papéis em cima da escrivaninha, dos livros abertos e dele na rede.

Vou sentir falta dos gritos quando assistia aos jogos do Flamengo e seus quase infartos comemorando os gols.

Vou sentir falta dele por inteiro.

Mas sinto também que ele do outro lado vai ser feliz. E muito!

Quando ele já estiver lá da outra ponta do mar eu vou me esticar daqui para ver se vejo ele. Sempre que chegar no mar vou ficar de ponta de pé e tentar enxergar o meu pequeno lá onde o céu se mistura com o mar. Se não o ver, não tem problema, o vento leva o olhar.

O vento vai ser o nosso elo.

Quando ele colocar os olhos naquela torre, terá vento. Quando for para o túmulo de Sartre e Beauvoir e perceber que chegou atrasado ao encontro deles, o vento também estará lá. Quando ver a amiga querida que o receberá lá, terá vento.

Nos cafés, nos livros, no frio e junto à fumaça do seu cigarro haverá vento. E com ele nós estaremos juntos.

Por enquanto vamos nos falando pelo mesmo oceano, só que em lados opostos. Mas também aposto que já, já estaremos juntos do lado de lá. Se não for lá é cá. Ou lá e cá, mas sempre juntos.

Enquanto o nosso corpo não puder esticar a mão para fazer carinho, vamos cuidando dos nossos barcos. E quero que ele sempre lembre que é melhor ser alegre que ser triste.

E lembre que ele venceu uma depressão, adversidades, medos e perdas para chegar à Paris dos seus sonhos.

Ele vai por inteiro para lá, pois os pedaços que poderiam ficar aqui o acompanham.

Vai, menino, vai ser feliz por aquelas ruas! Senta nos cafés, compra seu cigarro, o Le Monde e sorri lembrando do nosso Brasil. Escreve, cria e estuda, mas lembra que o afeto é a maior sabedoria.

E cá vamos ficando os três irmãos: um no extremo oeste do Ceará, eu no meio e na beira do mar, e tu lá na outra ponta. Igo, eu e você, essa tríade complementar.

A saudade se aloja, mas amanhã o meu pequeno vai embora!

Toma Paris de assalto e vem dividir comigo, Carol, Herta e todos os outros!

Amo-te sempre e mais,

Carlos Mourão.

Anúncios

3 comments on “Mas amanhã o meu pequeno vai embora…

  1. Glauver Souza
    08/22/2011

    ok, to aqui chorando feio uma criança, que texto lindo, que amor fraternal invejável(brancamente falando) Boa viagem yuri, seja feliz realizando seu sonho! =D

  2. Carolina Rodrigues
    08/22/2011

    “Vou sentir falta dele derrubando o pingüim da geladeira, dos tapetes embolados, das suas roupas no chão do banheiro e dos seus esquecimentos. (Pensador pensa tanto que esquece por alguns momentos que existe).”

    Todos nós, Mourão do meio. Todos nós…

  3. Maria Gabriela
    08/22/2011

    Essa é a doce saudade que vai acompanhar quem do lado de cá do atlântico ficar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 08/22/2011 by in Conversas ao pé do balcão.

Navegação

%d bloggers like this: