Merece uma dose!

Merece uma dose! é como uma mesa de bar.

MORAR SOZINHO: AVISOS PARA NÃO DESESPERAR

Quem mora sozinho enfrenta a dura realidade de saber que as coisas não se resolvem por si mesmas. Quando éramos crianças a nossa casa parecia ter vida própria: sempre havia energia, a dispensa sempre tinha comida e a geladeira nos apresentava constantemente alguma guloseima pronta para ser degustada. Claro que víamos os adultos trazendo comida e cozinhando, mas não entendíamos verdadeiramente como era a dinâmica de uma casa. A água na torneira, a eletricidade e o telefone eram coisas que, por um motivo não refletido, sempre estavam lá.

Mas nós começamos a entender que todos esses pontos essenciais de uma casa não eram coisas dadas, mas conquistadas e sua manutenção fruto do zelo de nossos pais, avós, etc. Ainda assim não poderíamos ter uma exata noção do que vem a ser se ocupar de uma casa, mantê-la funcional, até que nós mesmos um dia tivéssemos essa responsabilidade em nossas mãos.

COISAS QUE LHE ESPERAM:

Aqui vai uma breve lista de desgraças que podem lhe aguardar. A maioria delas acontecerá em algum momento. O importante em saber é que elas acontecerão justamente quando seus bolsos estiverem tão vazios quanto os do pica-pau (lembra que no bolso dele só havia uma moeda, um grampo, um botão e um fiapo? Pois é, se acostume):

1-      Sua geladeira ficará constantemente semi-vazia e em algumas ocasiões ela estará mais inóspita do que a Antártida.

2-      Diante da penúria de sua geladeira um sentimento de revolta vai tomar seu coração e você diz: “Assim que eu receber meu salário vou encher essa casa de comida”. Você vai ao supermercado e seu carrinho de tão cheio mal se move. Depois de colocar tudo na geladeira você a admira e um sorriso está estampado em seu rosto: você nunca viu uma cena mais bonita. Uma semana depois você já abrirá a porta dela sem grandes expectativas.

3-      Pela primeira vez em sua vida você se pegará analisando uma conta de energia detalhadamente e verá que 70% dela é só imposto. Agora você é mais um adulto de classe média que reclama dos impostos pagos no Brasil.

4-      Agora o agravante: suas contas nunca, nunca mesmo, estarão em dias. Elas se comportam como aqueles bichos nos “Power Rangers” que quando recebem um golpe se dividem em dois. Às vezes o atraso fica tão extenso que você vai começar a pagar em Julho as contas de Maio. Em casos extremos, constará na fatura contas em aberto do ano anterior.

5-      Você receberá o aviso de corte naqueles papeizinhos amarelos, mas não conseguirá acreditar que aquilo acontecerá com você. Um dia você está deitado após o almoço e ouve um carro estacionar em frente à sua casa e, segundos depois, um chamado: “Coeeeelceeee!”. Lá está a materialização de seus temores: dois funcionários da Coelce com uma ordem de corte em mãos e uma antipatia inerente à sua ocupação. Você tenta esboçar alguma reação, mas percebe que não há mais jeito: sua energia foi cortada.

6-      É nesse momento que você sofrerá com a mais humilhante situação: pedido de socorro à sua família via telefone.

7-      A solução demora, mas chega: a luz volta e é celebrada como um gol do Brasil na final da copa do mundo. O trauma, contudo, ficará para sempre.

8-      Reparos constantes serão necessários. E quase nunca você tem dinheiro para eles.

9-      Se a casa for velha (como é a nossa, que é do começo do século passado), na melhor das circunstâncias, ela será apenas 60% funcional: “É, essa luz não acende… Essa também não, liga aquela”. Sem contar com os riscos inerentes a uma instalação que foi feita quando Getúlio Vargas ainda era presidente. Um dia fui ligar um ventilador em uma tomada nunca antes usada (mas que funcionava na teoria), e, após um estrondo, um cômodo sim e outro não ficou sem energia.

10-  Os canos têm vida própria: após todos esses anos eles se dão o direito de funcionarem como bem entendem. Você está lavando a louça e, quando se vira para colocar, por exemplo, uma travessa na mesa, o cano estoura derrubando o reboco da parede.

11-  Como você é inexperiente vai perguntar aos vizinhos por alguém que possa fazer o conserto. O sujeito aparece, faz o orçamento e se oferece para comprar os materiais por você. Como você acha que isso faz parte do trabalho dele, você entrega o dinheiro. Há um ano e meio que eu estou esperando ele voltar da loja.

12-  Enquanto você morava com seus pais sua casa nunca foi assaltada. Basta você começar a morar sozinho para entrarem em sua nova casa três vezes.

13-  A casa da sua família sempre terá menos baratas e ratos do que a sua.

14-  Faça um breve histórico dos móveis e utensílios domésticos de sua nova moradia: essa mesa era da sua tia (comprada durante a copa do mundo de 1994), foi para a sua mãe e agora é sua; essa batedeira sua mãe ganhou em 1983, ficou duas décadas paradas, mas ela lhe garante que funciona; suas toalhas têm a etiqueta da extinta Mesbla; você abria essa geladeira quando era criança para pegar seu chocolate Surpresa, com figurinha de dinossauros. Ou seja, a probabilidade é que todos os seus móveis e utensílios, que tiveram longa vida em outras mãos, falhem com você.

15-  Você divide a casa com três pessoas. Nenhuma tem dinheiro para comprar uma pasta de dentes.

16-  Sua família sempre fará doações de móveis e enfeites inúteis para você, pois quando pensam em se livrar de algum objeto, você é a primeira alternativa antes do lixo.

17-   Mesmo que baixe em você o espírito de uma faxineira, as casas de seus pais, tios e avós sempre estarão mais limpas do que a sua.

A CASA DE QUEM MORA SOZINHO É UMA ZONA LIVRE:

Outro aspecto de morar sozinho é que você nunca mora sozinho. Vou explicar. Morar sozinho aqui significa morar sem a presença de nenhuma autoridade familiar, não significa necessariamente sem nenhum outro ser humano ao seu redor. Mesmo se você não divide a casa com mais ninguém, é aí que você se engana: sua casa é uma espécie de zona livre. Seus amigos a vêem como sua outra casa, aquele lugar que sempre é o primeiro na lista quando se pensa em fazer uma festa. E acontecerão festas.

Sinta-se agraciado quando seus amigos avisam que farão uma festa em sua casa: uma vez acordei à tarde e vi a casa pronta para uma festa. Estarrecido, caminhei até a cozinha até que encontrei uma amiga. Perguntei o que estava acontecendo. “Tá sabendo não? Vamos fazer uma festinha”.

Depois da primeira festa sua casa se torna conhecida: nas seguintes, mais e mais pessoas aparecerão. Então, quando você estiver caminhando em meio a uma multidão bebendo e dançando você vai se dar conta que só conhece 10% dos presentes.

MAS NEM TUDO É RUIM:

Você, caro leitor, que estiver pensando que morar sozinho é mais penoso do que prazeroso se engana: para morar sozinho com sabedoria é preciso aprender a rir disso tudo. Pode parecer clichê, mas o humor auto-zombeteiro é essencial para suportar essa empreitada sem se desesperar. Rir quando as pequenas tragédias se acumulam cria uma espécie de proteção. Se a Coelce corta sua energia, aproveite a escuridão para comer à luz de velas, ir para o quintal e admirar o céu. Se você tem pouca comida use a criatividade. O principal é saber que seus amigos, pelo menos os de verdade, estarão com você na luz e na escuridão, comerão strudel com opção carnívora e vegetariana, mas também comerão feijão com farofa, se isso é tudo o que você puder oferecer.

O principal é reconhecer que esse espaço que você criou e que seus amigos se apropriaram é feliz precisamente porque você nunca mora sozinho. E essa liberdade junto com outros merece uma dose.

Yuri Mourão.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 07/15/2011 by in Conversas ao pé do balcão.

Navegação

%d bloggers like this: